Há 70 anos, ela deu um chocolate a uma grávida num campo de concentração. 70 anos depois, algo inacreditável acontece.

Esta mulher é a francesa Francine Christophe e ela passou por situações horríveis durante a sua infância. Mas o pedaço de chocolate que Francine guardava no bolso salvou a vida de um bebé.



Esta história inacreditável tocou milhões de pessoas no mundo inteiro. Para que as próximas gerações não se esqueçam jamais do enorme sofrimento trazido pela Segunda Guerra Mundial, Francine registou a sua experiência de vida em diversos livros.

Tudo o que esta idosa deseja é que algo assim não aconteça outra vez. Partilhando este artigo, ajudas a Francine nesta importante missão, espalhando as suas palavras por todo o planeta. Mais compaixão e menos guerra!

Comentários

  1. Respostas
    1. Realmente, não existem palavras para descrever...

      Eliminar
  2. e aquele assassino imbecil do presidente do irã, ou ex sei la, o tal de almajineh (nem sei se escreve assim mesmo), o facínora, tem a petulancia de dizer que o holocausto não existiu. E esse governo atual do Brasil, tão assassino quanto o era Hitler, apóia aquela víbora.....

    ResponderEliminar

Enviar um comentário